quarta-feira, 10 de abril de 2013

fui.


Onde é que foi a minha tolice? Aquela tolice engraçada e inocente, onde foi? Onde foste? Faz-me falta, céus como faz!
Eu não tinha medo de me deitar no chão, de me sentar no meio da rua, não tinha medo de dizer disparates a desconhecidos e de fazê-los conhecidos num instante. Não tinha medo de saltar e gritar e de cantar a toda a hora e sabia bem. Agora tenho medo de tudo, até da própria sombra, que triste que é, digo-vos em primeira mão, é horrível…
O mundo gira e a minha vida gira com ele, e o mundo mudou sem ter palavra no assunto, e eu mudei também…

Sem comentários:

Enviar um comentário