terça-feira, 11 de dezembro de 2012

não sei.

Foi o que eu pensei,que não sabia nada, que sabia o suficiente, que sabia de mim e mais ninguém sabia. Mas, nunca pensei saber tudo, porque é proibido saber tudo, porque vem sempre alguém e fala-te de algo que não sabes e te ensina! È proibido porque é impossivel saber tudo, e não me venhas com frases sonhadoras e esperançosas - "Nada é impossível!"- por favor, que mentira.
Mas no meio de pensamentos que tentei não pensar, descobri que não posso afirmar saber alguma coisa, não sei quem sou e não sei porque é que adoro verde, afinal de contas é a cor da esperança e até agora ela não me quis. E não sei de tanta coisa mas, ás vezes torna-se desgastante, procurar saber alguma coisa, porque o que basta sabemos, mas quando queremos mais, não sabemos nada...
È um desencanto que me atinge sem demoras, este facto de eu não saber nada e achar que sei tudo e aquele facto de eu achar que não sei nada e sei de tudo,que confusão, que peturbação! Quer dizer, por amor de Deus como se eu soubesse alguma coisa, ou vocês!
E depois pensei outra vez que não sabia e não sei e digo-te mais, não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe!



 

1 comentário: