domingo, 25 de novembro de 2012

Só não pensei que este fosse o meu ponto de ruptura. Não agora. Não pelas razões deste nada.
Eu quebro e perco os pedaços, eu caminho para trás e talvez se um dia eu for em frente reencontre todas as minha partes, todos os meus estilhaços...


 

2 comentários: