quinta-feira, 25 de outubro de 2012

feeling something.

Já nem sei pensar, de tanto pensar já nem o sei fazer, a sério! Só o ar, consome-me. Durmo, durmo, e durmo e sinto-me sempre cansada, com os pés na cabeça e com o coração nas minhas mãos como se teme-se pela minha própria vida. Corrói-me esta falta de coragem para viver! Dá vontade de viver com uma garrafa de vodka na mão, numa constante bebedeira inconsciente, viver numa desinibição fatal.
Mas isso são caminhos que prefiro não percorrer, mesmo que fosse uma má ideia com potêncial.
Não estou para isto! Não me peçam razões, que não as tenho, as lágrimas rolam sem razão, e o coração bate sem razão, vivo sem razão e falta-me a lucidez sem razão. Eu não sou louca, eu sou maníaca na alma, sou inconstante. Tenho um humor diferente dentro de mim cada vez que o ponteiro caminha um número. Às vezes tenho momentos irrequietos e cheios de emoção, mas é da acalmia que eu gosto mesmo que me sinta como nada, mesmo que me sinta fora de órbita.
Mas sei lá, também preciso daqueles tornados de sentimentos e ideias e sei que dói,mas desses momentos eu também sinto falta e mesmo assim atiro-os da janela com tudo de bom que eles possam transportar e acolho-me na monotonia dos outros que me adormecem constantemente em pleno andamento na vida. Estou perdida entre tudo, entre o pensar e o sentir, entre a loucura e a lucidez, estou esquecida, é isso.

 

2 comentários:

  1. Calma, pequena isabel! Há-des encontrar algo que te ilumine.

    ResponderEliminar
  2. Ainda não acabei de os ler :) muita calma eheheh :p os meus já tem poucos, apaguei a maioria deles hoje arrependo-me, mas pronto :s
    eu também já pensei nisso, de viver com uma garrafa de vodka na mão, que bom seria!

    ResponderEliminar