quinta-feira, 26 de julho de 2012

Somedays.

Tem dias em que sinto que por momentos segurei a alma nas minhas mãos e a deixei deslizar até ao chão por irresponsabilidade. Talvez um traço de magia a trouxe-se de volta às minhas mãos, mas acho que isso não impediria a quebra. Há dias assim, em que, ora sinto uma depressão profunda no coração, ora arde e aquece, ora gela e dói. E sinto-me uma doida aleatória neste espaço de acontecimentos e não importa o quão chocantes sejam, algo sempre me desvia a atenção e ainda bem ou então o meu próximo caminho seria o manicómio e mal por mal, não sei.
Admito que me encostei um pouco às paredes a olhar aquele relógio e a ver o tempo passar. Bem que eu realmente poderia intervir, desmontar o relógio e ver o tempo parar mas sei que faça o que fizer o pulsar do tempo existe sempre como um pano de fundo para o universo.
Tem dias em que acordo com o bolso cheio de alegria; dias em que acordo completamente neutra, nem para lá nem para cá; dias em que tudo faz rir; dias em que lembro de tudo o que não devia lembrar, coisas que era suposto esquecer; tem dias em que simplesmente sobrevivo, outros que vou morrendo aos pedaços, outros que vou sendo feliz por pequenos momentos.



1 comentário:

  1. Sabes que um relógio parado, está certo, DUAS vezes por dia?
    Qualquer coisa que precises é só me escreveres princess :)

    ResponderEliminar