terça-feira, 12 de julho de 2011

I need ☮

Acho que tenho medo de viver, de morrer, existo no meio disso.Não sei quando é que fiquei tão controlada, tão racional. Perdi a faísca, perdi a maior parte de mim e ando por aí, a caminhar de braços abertos á espera que algo se abrace aos meus limites. Desgastei as próprias linhas do meu rosto e já não sei mais sobre o que caminhar.
È como andar no escuro, é difícil sentir falta de nós próprios e saber que não há nada que possamos fazer, a mudança está feita e continua a evoluir, só não sei exactamente se gosto dessa mudança. Olho-me me ao espelho e a única mudança que vejo é apenas na aparência, mas se vejo bem de perto, sinto uma outra alma a vaguear fora do corpo. A questão é que não sei de quantos cobertores preciso para me aquecer o coração, sinto-o gelado, esquecido e abandonado, entre estes muitos mais, demasiados sentimentos para um só coração. Mas enfim, contínua a aguentar a batida, contínua a guardar tudo como se fosse uma caixinha quase impossível de abrir, quase impossível de se tocar, quase.

4 comentários:

  1. Oh esta fraqueza, esta tua fraqueza é a de muitos, a minha.

    ResponderEliminar
  2. uma explicação: cresceste. A responsabilidade cresce contigo e começas a pensar mais no que te rodeia. Sempre te vi como uma pessoa um bocado aluada, que construiu o seu próprio mundo e que tem ideias fixas e já formuladas. Sempre me fascinaste e sempre me deste vontade de entrar contigo para esse mundo. Com o tempo, o teu coração irá ficar bem quentinho, e sabes que estarei ao teu lado, sempre. ♥

    ResponderEliminar