sábado, 19 de março de 2011

Brilho de esmeralda

Breves suspiros
Olhares passageiros
Não dizendo nada desvanecem
Um dia, todo o silêncio dirá
O que antes não foi dito
Porque as brumas ocuparam todo o céu
E, seus olhos de esmeralda cessaram todo o seu brilho
Esqueceram de falar, negaram até nunca mais...

1 comentário: