terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Travando todas as guerras entre mim e eu
Cada batalha perdida é mais um silêncio quebrado
À costa do que sou, o meu mar é outro, o meu mundo é desconhecido
E o meu ser, é nada mais, nada menos que um mero corpo preenchido
Preenchido de luz de todas as cores, todos os sabores, de todas as sensações.
Os sentimentos, guardo-os á parte, num planeta distante
Onde só chega quem não sabe onde vai.

Escrevi este pequeno poema numa aula de Física & Química, mas decidi postar.

2 comentários:

  1. Nada melhor que algo escrito numa aula de Físico-Química (: Eu também costumava dar essa utilidade às aulas. Mas está muito bonito, gostei (:

    ResponderEliminar
  2. ai é isto que fazes nas aulas? :p bem, se for para sairem assim, estás a vontade para continuar :D GOSTEI :D

    ResponderEliminar