terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"Somos guiados por regras não pelo instinto, somos levados pela opinião das pessoas e não pelo ritmo do vento, somos perdidos no mundo, cobardes, ridículos, admitamos que, jamais seremos independentes, estamos dependentes de todos e de tudo por muito autónomos que pareçamos ser…"
Já o tinha dito e volto a dizer. Deviamos caminhar mais ao sabor do vento do que na direcção do eco alheio.


1 comentário: