segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Mistery

O mistério começa a incomodar-me pela forma como me atraí para ele, como um furacão que suga tudo ao seu redor.
Quando o mistério está presente, faz tremer o meu solo, faz cair as minha paredes, não entendo, incomoda-me, atraí-me de uma maneira…
Gosto de o sentir, gosto mesmo mas tenho medo ao que isso me possa levar, quando o sinto morro de receio de cair do precipício mais alto, mas se o sinto estou mais viva que nunca, que se pode dizer, é como ler um livro que começamos a gostar e depois não descansamos enquanto não descobrimos o fim e depois se o livro não tem fim? Se o mistério me possuir e não me largar? Que faço? O medo é enorme, os pensamentos giram na minha mente, o órgão propulsor atinge o ritmo máximo e tudo cai, tudo fica em ruínas espalhado pelo chão…
Agora, preciso de mistério mas sei que ele virá quando menos precisar dele, vai-me virar ao contrário vezes sem conta, dar voltas e voltas, vai-me dar a volta á cabeça, transformar-me numa viciada de adrenalina oculta, e por fim, vou cair, e é disso mesmo que tenho medo, porque me atraí e o pior de tudo rendo-me a ele, torno-me sua escrava e quando cair, caí porque não pude fazer nada…

1 comentário:

  1. lol, eu também ainda não "li" o filme, mas já li o livro e sim é muito bom :p

    ResponderEliminar