domingo, 30 de janeiro de 2011

Fight

As pessoas lutam o mais que podem, costumo pensar que desisto sempre talvez não seja exactamente assim, tornei-me forte escalando paredes sem atrito, sem apoio, secalhar porque toda a minha força foi usada para ultrapassar outros problemas, outros tantos ficaram para atrás fazendo-me desistir...
Afinal, desisto porque luto, faz sentido? Para mim faz todo o sentido, travo outras guerras onde quase ninguém se encontra presente, então sofro mesmo quando ninguém vê, quando ninguém sabe, eu luto para poder erguer a cabeça e olhar em frente a cada dia que passa.
O mundo é cruel, tento nem pensar nisso mas é impossível, todos os dias algo incrivelmente mau deixa-me surpresa, não compreendo e sinceramente não quero entender.
È exactamente por tudo o que rodeia que aprendi a dar valor ao silêncio, que aprendi a sofrer sozinha, que aprendi a depender do menor número de pessoas possível, tudo nos desilude, todos nos desiludem, eu sonho, sonho cor-de-rosa brilhante, mas apenas sonho.

Sem comentários:

Enviar um comentário