terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Tenho vindo a perceber o quanto as pessoas têm medo, medo de tudo, já não sou só eu.
È estranha a maneira como algo assim se pode apoderar de nós, de tal maneira, ou nos move ou nos pára, manipula-nos como marionetas...È estranho, mas natural, complicado.
Não somos nada sem o medo, e sem o medo não haveria mais nada capaz de despertar a coragem!
Mesmo com todos os receios que preechem muito de nós, há sempre algo que nos agarra, que agarra com tanta força que nos faz sentir seguros, imunes a qualquer medo. Há sempre algo que nos move e que sempre nos coloca, onde nem o paraíso pode chegar.

1 comentário: