sábado, 16 de outubro de 2010

Life

Tenho saudades de não usar eufemismos, de ser ainda mais sincera sem qualquer medo, de incluir sinceridade até nos meus actos de viver, de arriscar. Preciso de me redefinir, de me reescrever poeticamente capaz de fazer soar os versos num olhar.
Queria simplesmente divagar no seu verdadeiro sentido, de sair de casa andando ao acaso, indagar algo incapaz de ser descoberto, fugir da brisa, correr com o vento e desvanecer como as ondas do mar...
A vida não deixa de ser uma perdição, mesmo quando julgamos que nos encontramos num certo e determinado momento. Vivemos constantemente numa busca de nós próprios, á partida falhada. Perdemo-nos a toda a hora, erramos no caminho vezes sem conta e paramos, deixamo-nos esquecidos num canto, em espera de algo.
Há quem caminhe ao acaso sem qualquer opção de escolha, penso que viver procurando não é correcto, acho que o verdadeiro interesse de viver é que não sabemos o que nos espera porque as coisas simplesmente acontecem, planear algo que ainda não existe é como contar uma história que ainda não aconteceu, correndo o risco de ela se manifestar e acontecer duma outra forma.
Tinha dúvidas sobre isto de andar por aí sem destino, de caminhar na minha própria vida sem algo definido, já não tenho mais, tenho imensos sonhos, imensos desejos mas, não quero planear nada, nem os próximos cinco minutos, ou o dia seguinte... Parece ridículo, supérfluo, fazer algo assim, não é, assim será a forma que a minha história se contará, cada passo uma palavra, cada momento um capítulo, e talvez, nem no meu fim este dito livro terá uma conclusão.
Vou divagando, pisando um chão sem horizonte, caminhando de bússola quebrada na mão.
A minha direcção é onde o meu instinto me levar.

Happy Birthday to me! Since 17/10/1994 (:

5 comentários:

  1. parabéns meu anjo, mais uma vez, quero o melhor para ti, tu bem o mereces <3

    ResponderEliminar
  2. Concordo, viver o dia-a-dia...vivendo ao maximo, aproveitando cada segundo sem ter que planear nd...;)

    ResponderEliminar
  3. oh, muito obrigada +.+
    adorei o teu, escreves maravilhosamente bem :3 (e as frases em negrito estão incríveis *.*)

    ResponderEliminar