sábado, 1 de maio de 2010

Esta noite deitada sobre a minha almofada, a música soa aos meus ouvidos e a noite envolve-me...
Penso, poderá mais alguma coisa dar errado? Poderei eu cair de novo e de novo? E espero por aquela simples voz que quebrará o silêncio e me fará tremer outra vez, deitada com os pensamentos todos errados, uma inequação enorme impossível de resolver na minha cabeça fico baralhada, penso de novo e de novo e de novo, onde estarás agora? Que estarás a pensar? A fazer? E esqueço outra vez e volto ao ritmo da melodia e adeus, bons sonhos, até o sol amanhecer e ao esquecer!

Sem comentários:

Enviar um comentário