quarta-feira, 14 de abril de 2010

The rest is still unwritten...

A felicidade transbordava em mim quando eu sabia que, acontecesse o que acontecesse nada me deitaria a baixo. Tu. sem dúvida que me alegras-te um pouco mais, mudaste-me, e apesar de tudo até me ensinas-te algumas coisas, mas fugis-te, sei lá quantas vezes e deixas-te coisas por dizer, um puzzle inacabado, deixas-te que a lua brilhasse incompleta e talvez, esqueces-te, sem querer saber de nada! Deixas-te espaços em branco na tela que eu pintei, deixas-te muito por resolver!
Cada dia que passa, tenho mais saudades, cada dia que passa, tenho mais raiva, cada dia que passa, sinto-me cada vez mais agarrada a algo que não me larga, a algo que não devia, cada dia que passa, tento preencher os espaços que deixas-te em branco...
The rest is still unwritten, as usually!

Sem comentários:

Enviar um comentário