sábado, 10 de abril de 2010

O limite do infinito

Na vida tudo o que começa, acaba!
Não existe o "sempre" ou o "nunca" porque o sempre nunca nos pertenceu e o nunca será sempre proíbido!
Correr atrás do infinito é impossível, por isso ficamo-nos sempre pelo que conseguimos ser, fazer, ter... Nunca nos arriscamos a ir atrás do impossível, nunca arriscamos a correr atrás de um infinito, porque establecemos um limite em nós, cujo não é real, porque a vida tem um limite, a morte, então se a vida é limitada era suposto viver como se não houvesse um fim, como se não houvesse amanhã, mas ficamo-nos sempre pelo que conseguimos ser, fazer, ter, quando podiamos ser, fazer, e ter muito mais!
Sim, nunca conseguiremos alcançar o infinito, mas sempre que tentamos fazê-lo crescemos, aprendemos, vivemos com mais intensidade, lutar pelo impossível é tornar possível algo que queremos muito, e mesmo que nunca cheguemos a alcançar esse tal infinito, já que este nunca acaba, tentamos ir o mais longe possível e impossível, tentamos esquecer que afinal o que tanto procuramos constantemente não tem fim, porque queremos sempre mais, mais e mais, e acabe onde acabar quanto mais longe chegamos mais possível se torna alcançar o infinito, a tal coisa impossível de se ter!

3 comentários:

  1. "Sim, nunca conseguiremos alcançar o infinito, mas sempre que tentamos fazê-lo crescemos, aprendemos, vivemos com mais intensidade, lutar pelo impossível é tornar possível algo que queremos muito (...)" - gostei essencialmente desta parte :)

    ResponderEliminar
  2. Se querer eliminei o teu comentário entre outros, mas cheguei a vê-lo =$
    Isso depende de quem e como o interpreta querida =$

    ResponderEliminar
  3. Desde que faça sentido para ti, é o que importa :)

    ResponderEliminar