terça-feira, 27 de abril de 2010

Aquele dia...depois de um sorriso!

Eu, possuída de medo, com uma vontade enorme de te falar fiquei mais calada que o silêncio e sem conseguir pronunciar uma palavra ou um único som, primi a tecla vermelha do lado superior direito do teclado do meu telémovel e desliguei a chamada, num gesto simples olhei em direcção do ecrã do meu computador e sorri, momentos depois desejei nunca me ter afundado no lago que eu não queria mergulhar, mas que mergulhei, desejei que aquele dia nunca tivesse existido e assim esqueceria que algum dia tinha bloqueado as palavras e a partir daí teria começado o pesadelo, depois de um sorriso...

Sem comentários:

Enviar um comentário