terça-feira, 30 de março de 2010

Caminho agora na escuridão, não há nada que consigas ver de mim,apenas um pequeno brilhante, apenas uma lágrima que deixas-te que eu derramasse por ti, não vou deixar que me agarres e que me largues desta maneira, ou ficas ou vais, não posso viver mais  imaginando que voltas sempre, mas que depois de voltares, vais partir de novo...

2 comentários:

  1. E quando vêm para voltar a sair, o pior é crermos acreditar que vêm para ficar :(
    Força *
    Gostei .

    ResponderEliminar