segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

São meras palavras ditas e esquecidas
Que vagueiam no meu pensamento
E as promessas prometidas
Foram feitas de noite ao relento

As estrelas que acompanham a lua
Brilham, mas fogem de mim
Como se a minha vida fosse a tua
E que o meu eu não é meu nem de mim

Percorro um novo caminho com saudade
E relembro o que passou
Foi como mudar de cidade
E não sei mais para onde vou

E fico, a pensar no que já passou
O que fui e o que já não sou
As lágrimas que chorei
E o sorriso que nunca terei

E fico, embriagada desse olhar
E escondo tudo, com medo de lutar
Um dia irei renascer
Para poder realmente viver

Isabel Magalhães (:

Sem comentários:

Enviar um comentário