sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Não há nada que eu tenha que dizer, não há nada que eu precise de falar, deixem-me em silêncio, deixem-me sozinha, que eu falo comigo...

Sem comentários:

Enviar um comentário