sábado, 13 de fevereiro de 2010

At First Sight



È difícil desligar-me de algo que ficou marcado, é impossivél contar as estrelas, é díficil negar um sentimento, mesmo sendo ele oculto a todos os olhos, mas é ainda mais difícil dizer adeus...
Continuo numa confusão tremenda sem saber se devo fugir, e continuo a viver isto, como se fosse ilegal no país, não quero aceitar, e talvez não aceitarei que realmente foi "At First Sight"...
Mas, o vento sopra, e eu vou andando ao som da música do meu ser, os pensamentos que tenho são aleatórios, e baralham a minha mente, mas continuo passeando ao vento, ouvindo a minha música,sem resposta possível a esta estupida primeira vista...

Sem comentários:

Enviar um comentário