segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Poema*



E quando a noite chega...Trás as estrelas e a lua
Trás o pensamento da minha vida e a tua!
E enquanto a música soava
No meu pensamento pairava
Uma vontade doida de gritar
Uma vontade enorme de ficar...

È uma ilusão de sonho, a noite inteira
È sonhar estar a tua beira...
E um vazio inútil mais além 
O que eu queria era saber quem
Quem um dia me olhará como eu te olho sozinha
Ninguém, com muita pena minha!

Uma pequena brisa pode suavizar
O que afinal o vento acha que pode levar
São coisas que ficam por dizer
È ter mais medo de temer...

Tudo existe
Mas nada me pertence e fico triste
E tudo o que um dia eu fui
È como uma lágrima que flui
È ter saudades da Primavera
E afinal, sou o que nunca era...

Isabel Magalhães(:

Sem comentários:

Enviar um comentário